5 motivos para consumir orgânicos

 

  • Nossa saúde

Consumir produtos mais naturais e saudáveis nunca foi tão divulgado como tem sido nos últimos anos. Costumamos andar no piloto automático e mesmo tendo muitas informações em redes sociais e mídias dificilmente paramos para pensar em detalhes importantes. Até que ponto consumir mais frutas e verduras se torna realmente mais saudável? Nós que somos produtores agrícolas, aliás muito mais que isso, nós trabalhamos com produção de manejo orgânico, conseguimos enxergar isso desde a raiz literalmente rs. E nós precisamos ser ouvidos. Pois estamos na lida dia-a-dia e vemos como aquele produto foi produzido.

A consciência de que o que se coloca no solo é absorvido pelos vegetais e frutas ainda está numa fatia pequena da população. Para quem já despertou para isso Parabéns! Mas para quem ainda não se deu conta não tem problema, o importante é começar a abrir o olhar e se conscientizar na hora de comprar um produto para colocar na sua mesa.

O fato é, ao produzir de forma orgânica nós nos utilizamos de microrganismos naturais (que já existem em nosso organismo inclusive), matéria orgânica REAL, nos abstemos de químicos e sintéticos. E quando digo químico e sintéticos peço que faça uma comparação com bombas e suplementos tomados por quem pratica atividade física. A pessoa força uma situação que não é próprio do seu organismo.

Na produção convencional funciona assim, são inseridos itens para forçar que aquele produto cresça mais rápido e com isso perca muitas de suas características biológicas verdadeiras. Além de produzir produtos que chegam a absorver até 85% (referente à sua massa) de produtos químicos. E para onde vai tudo isso? Para nosso organismo, nossos filhos, para nossa mesa.

Consumir produtos orgânicos (orgânico significa “vida, organismo. Derivado de organismos vivos ou neles ocorrente”) significa consumir o que é REAL. Portanto, não adianta consumir mais frutas e legumes convencionais e ingerir mais agrotóxicos. Alimentar-se de forma realmente natural é PENSAR DE ONDE VEM SEU ALIMENTO.

  • Preservação ambiental

Produzir de forma orgânica significa respeitar o meio ambiente. A fauna, a flora, todos os insetos, incentivar a diversidade climática, a proliferação de microrganismos, plantar árvores, ver abelhas, besouros, borboletas, cheiro, umidade, sol, sombra, água da chuva. Cultivar o solo com a inteligência de uma Floresta. A Floresta se sustenta sozinha, não é mesmo? Por quê? Lá em vida, tem respeito com o ecossistema.

Basicamente produzir orgânicos é se utilizar a inteligência que já está aí há milhões de anos , em nossas vistas o tempo todo mas como sempre estamos no piloto automático e não enxergamos, apenas vemos.

E se precisamos de algum subsídio para espantar alguma praga, nos utilizamos de soluções naturais, vindas da natureza. E as pragas por aqui nem sempre são um problema muito grande, pois aqui trabalhamos o solo para que a planta já cresça fortalecida o suficiente (como nós quando nos alimentamos adequadamente e pegamos um resfriado) para quando a praga vier ela estará mais forte para combatê-la.

 

  • Voltamos ao ciclo natural da vida, respeitamos o tempo e espaço de cada planta

 

Assim como nós temos nosso tempo de “maturação” e aprendizado. Nascemos bebês , aprendemos a nos alimentar com sólidos e vamos nos desenvolvendo no decorrer dos anos. Não adianta você querer que seu filho de 7 anos compreenda tudo o que você com 35 já sabe. É impossível. Na natureza é a mesma coisa. Cada vegetal tem sua época específica de vida, tem épocas que ele não nasce, tem épocas que temos para “dar e vender” como dizem. Cada planta nasce dentro do seu ciclo de vida, não forçamos que cresça mais rápido (com químicos) e nem a deixamos sozinha. Ela tem seu solo rico em microrganismos, tem seus polinizadores, tem vento. VIDA. O homem começou a se esquecer disso quando iniciou a devastação da diversidade Florestal para começar as monoculturas (por volta 1700) na Era das Grandes Embarcaçoes e da Colonização. Por isso reforço aqui mais uma vez, vamos ENXERGAR e não só OLHAR.

  • Policultura

 

Já pegando o gancho do último item, um fato importante é a Policultura. Uma espécie também depende de outras na hora do seu crescimento (assim como o organismo Floresta) assim como a policultura ela enriquece ainda mais o solo.

E o fato mais importante aqui é que num mesmo espaço de terra conseguimos plantar muito mais variedades ao mesmo tempo do que uma produção convencional. Assim, muitas plantas podem nascer em conjunto aumentado a variedade na oferta dos produtos numa mesma época.

  • Lei da oferta e da procura- desmistificando a produção orgânica

 

E aqui entra um item muito importante. Para aumentar nossa margem de produtos orgânicos, precisamos da procura. Quanto maior a procura, maior o interesse em produtores se transformarem em orgânicos. Temos dados muito pequenos ainda para mostrar. No Brasil temos 12 000 produtores pequenos de orgânicos, mas isso represento menos de 1% da fatia agrícola do país. Nós da FAZENDA MARIA lutamos por mudar isso. E você que está lendo esse artigo também pode ajudar. COMO? Incentivando seus amigos a consumir mais orgânicos.

Obrigada!

Qualquer dúvida é só mandar um email: deborah@fazendamaria.com.br

Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s